Geopark

UNESCO Global Geoparks


O que são Geoparks Mundiais da UNESCO?

Os Geoparks Mundiais da UNESCO são áreas geográficas bem delimitadas, onde os sítios e paisagens de importância geológica internacional são geridos a partir de uma visão holística de proteção, educação e desenvolvimento sustentável.
A sua abordagem combina a conservação e o desenvolvimento sustentável, envolvendo as comunidades locais.
Atualmente, existem 177 Geoparks Mundiais da UNESCO em 46 países.
O trabalho da UNESCO com os Geoparks começou em 2001. Em 2004, 17 geoparques europeus e 8 geoparques chineses reuniram-se na sede da UNESCO em Paris para formar a Rede Mundial de Geoparks (GGN), onde as iniciativas em prol do património geológico contribuem e beneficiam da sua adesão a uma rede global de intercâmbio e cooperação.
A 17 de novembro de 2015, os 195 Estados-Membros da UNESCO ratificaram a criação de um novo programa, Programa Internacional de Geociências e Geoparks, durante a 38ª Assembleia Geral da UNESCO. Esta iniciativa expressa o reconhecimento governamental da importância de gerir de forma holística os sítios e paisagens geológicos excecionais.
A Organização apoia os esforços dos Estados Membros para desenvolver Geoparks Mundiais da UNESCO em todo o mundo, em estreita colaboração com a Rede Mundial de Geoparks.

Geoparks em Portugal:

Os Geoparks portugueses surgem em 2006, com a classificação do Geopark Naturtejo, processo que culminou, em 2020, com a aprovação da Estrela pelo Conselho Executivo da UNESCO.

Ações Conjuntas:

Código de Conduta
Catálogo de Investigação
Programas 100% Responsible by Geoparques